Cotidiano

Mi vida sin mí

Posted on: novembro 12, 2006

mividasinmi.jpg Esse filme traz um dos temas mais batidos: a personagem, apenas à eminência da morte, reconhece o verdadeiro valor da vida. Já foi tema até de livro do Paulo Coelho (Verônica decide morrer). Os dois mocinhos do filme são Scott Speedman – o Ben, do seriado Felicity e o “menino-bonzinho de Hollywood” Mark Rufallo. Espera-se disso um mega dramalhão superficial.

Mas aí vem o olhar da roteirista-diretora espanhola Isabel Coixet. E isso muda tudo.

Ela, magicamente, consegue fazer de uma história potencialmente clichê, uma narrativa centrada, sem afetações ou tragédias sofoclianas e também sem cair em uma abordagem incisiva, crua. Só não se pode dizer que trata-se de um retrato fiel da realidade humana, já que nós não somos tão habéis a ponto de fugir dos nossos clichês cotidianos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Enquanto isso no Twitter…

del.icio.us

%d blogueiros gostam disto: