Cotidiano

Não por acaso

Posted on: novembro 10, 2007

Segunda-feira, eu e meus roomates fomos ao cinema. Não por acaso.

E era São Paulo ao redor e São Paulo no filme.

O trânsito, os “R’s” tão equilibrados – nem aspirados, nem retroflexos, no intermédio perfeito – que nunca saberei pronunciar, a menina cheia de livros, a executiva no táxi branco, o Centro, o pai desviando o trânsito, a paisagem cinza e a paixão inexplicável, a poesia improvável (mas real, sem dúvida, real) que pulsa nesta cidade e reverbera, talvez de um jeito diferente em nós, imigrantes.

Era São Paulo ao redor, era São Paulo no filme, era São Paulo em mim e eu era São Paulo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Enquanto isso no Twitter…

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

del.icio.us

%d blogueiros gostam disto: