Cotidiano

Espólio

Posted on: novembro 19, 2007

Parece que nos veremos amanhã. Digo parece porque não acertamos de outras vezes.

E como será quando nos vermos? Será que nos reconheceremos? E será que diremos as palavras certas para todos os erros? Elas existem?

E se realmente tiver sido tudo um erro? Acertamos em alguma coisa? Erramos em quê? Acertamos ou erramos? É possível que tenha sido certo algo que não durou pra sempre? Eu achava que o certo era isso. Não foi. Então, erramos tudo?

Existe conexão para tantos fragmentos, para este texto mal escrito, sem conclusão? Poderei, ao final, dizer: enfim, separados? Teremos mais perdas ou mais ganhos? Ainda riremos das coisas das quais achávamos que riríamos no futuro? Olharemos para algo com saudade, com ternura? Ou nada de fato aconteceu? Tornou-se tudo vício? O que sobrará?

E se depois dessa conversa tudo se tornar friamente simples? Se polarizarmos tudo e o texto moderno se fizer parnasiano, racional, métrico? Você tem medo que isso aconteça? Sinto que não se esforça para colocar nada no lugar. Se o fizermos, o que sobrará?

Devemos fazê-lo. Espero que de fato queira. Eu e você. Então veremos o que sobrará, o que sobrou. Teremos a resposta para o estribilho.

“I could swallow the moon”.

Deve haver uma razão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Enquanto isso no Twitter…

Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

del.icio.us

%d blogueiros gostam disto: