Cotidiano

Relendo

Posted on: novembro 20, 2007

Escrevi tanto. Reli outro tanto.

Duas coisas: uma

“Há um ano (20/11/2005), lá estava eu indo para a prova da Unicamp. Fui prestar sem nenhuma pretensão.

A prova foi realizada ao lado do Teatro Municipal (a minha opção de curso era Dança) e antes de entrar, quando a Adriana me desejou boa sorte, eu disse, apontando para o teatro:

– Os deuses da dança vão me ajudar.

Todos eles escutaram.”

Agora são dois anos.

Duas:

Texto de 05/09/2005, re-citado em 16/01/2007 e re-re-citado hoje, porque gosto muito dele:

Possa eu sempre acreditar na promessa que o tempo faz de manter em equilíbrio o que tende ao abismo.
Que a tendência ao abismo seja, na verdade, o caminho mais próximo das estradas que levam aos sonhos concretos.
Que a descompensação seja a preparação do eixo para seu fortalecimento e sua conseqüente estruturação, estabilizando do cerne às centrífugas tangentes esses sistemas harmonicamente caóticos.
Mas que essa ciranda encontre em sua parada a certeza da constância das elipses, transcritas ou que transcrevem as trajetórias de todos os mundos.
A rotação da vida nunca pára. O universo nunca dorme.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Enquanto isso no Twitter…

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

del.icio.us

%d blogueiros gostam disto: