Cotidiano

Arquivo por Autor

A minha disciplina em escrever blogs já se foi há muito, mas continuo tentando. Tentei escrever um blog sobre o intercâmbio, fail. Tentei manter este, fail. (até que escrevi um pouquinho). O twitter até que tá indo, mas eu queria bloooog, com posts grandes, fotos, citações, títulos, tags, widgets…Há alguns rascunhos que fiz quando ainda estava em Córdoba, tentarei publicar. Mas…queria era fazer um blog novo. Queria voltar a ter paciência de editar o html do blog e tudo. Gosto do wordpress, mas limita totalmente a edição…
Enfim, quero voltar a ter uma vidinha virtual. Gosto.

Sem escrever, por nao ter o que dizer. Nem aqui lá. No meio do caminho.

Listen to the girl
As she takes on half the world
Moving up and so alive
In her honey dripping beehive
Beehive
It’s good, so good, it’s so good
So good

Walking back to you
Is the hardest thing that
I can do
That I can do for you
For you

I’ll be your plastic toy
I’ll be your plastic toy
For you

Eating up the scum
Is the hardest thing for
Me to do

Just like honey

Um pouco de silêncio.

Em Buenos Aires, lendo os emails da família – desde lejos – e os querendo muito. Músicas ótimas tocando e eu, em um momento suspenso, nao querendo outra vida e olhando para mim, tao para mim, que apesar da saudade de todos e de tudo (Avenida Paulistaaaaaaaa!! UUUUUUUUUSSSSSP!!!), nao há nada maior, nao há nada melhor, nem mais completo e que me encante tanto olhar do que eu. Orgulhosa de mim, orgulhosa da minha vida, onde cheguei!!! Parabéns para mim! Por conquistar tanto, por lutar tanto e por vencer tudo. Sem feridas. Só felicidade e pessoas incríveis ao redor, desde que eu nasci, vendo, torcendo e ficando feliz junto comigo.
E até as músicas tristes ficam felizes. El fuego se convierte en una explosión de felicidad. No quema, no destruye, sino celebra, alumbra, calienta…

“I wish I was traveling on a freeway
Beneath this graveyard western sky
I’m gonna set fire to this city
And out into the desert we’re gonna ride”
(Counting Crows)

Essa música tocava agora há pouco. Nunca havia escutado. Y me sonó tan bien…
I’m gonna set fire to this city!

Adoro a relatividade da noçao de tempo…Na internet, muitas vezes os dias parecem anos.twitter4
Algo semelhante já aconteceu na época dos fotologs. A snapshot diso está em algum lugar do passado da hd do meu pai, mas sei que há. Talvez Julie também tenha.

dearfuturemesmallEsse site oferece um serviço de envio de email para voce mesmo no futuro. Pode ser usado para coisas práticas, como lembrar de compromissos e datas importantes (vou indicar para meu namorado lembrar nosso aniversário de namoro) ou simplesmente, para brincar de Back to the Future. Recomendo para enviar conselhos a si mesmo, lembrando de coisas idiotas que sempre repetimos de tempos em tempos.

É possível ver mensagens de outras pessoas e escolher se voce quer que as suas apareçam ou sejam enviadas só para voce.

Receberei minha primeira mensagem em 17/04/2010.
Em um ano escreverei novamente sobre.

…verei o show da minha banda favorita: Oasis. O primeiro, em 1998, vi em Sao Paulo. O segundo, verei em Buenos Aires. Perfecto!
Verificarei o mito “a platéia brasileira é a melhor do mundo”. Sempre achei duvidoso esse ufanismo de que só o povo brasileiro sabe celebrar. É bem improvável que uma multidao assistindo Oasis – ou de qualquer outra banda, afinal só estará ali quem realmente gosta – seja uma platéia morna, em qualquer lugar que seja.
Mas isso nao importa. O importante é que verei Oasis, conhecerei Buenos Aires e, com sorte, trombarei com a alguma praia. Nao que eu seja praiera, guerreira, solteira, eira, eira, ôôô…mas é bom ver o mar, de onde disto 700 km agora.
Maaad fer it!!!


Enquanto isso no Twitter…

del.icio.us