Cotidiano

Archive for the ‘Mudanças’ Category

Passagem comprada. Faltam apenas 26 dias, sendo apenas 15 dias úteis para a viagem. Brasil, depois disso, só em julho.

Vou morar em frente ao Parque Sarmiento, em Córdoba. Desde que comecei a pesquisar sobre a cidade, que tenho vontade de visitá-lo. É um parque lindo – com roseirais, anfiteatro, 2 museus e zoológico. Tudo em frente de casa. À direita, estação rodoviária. À esquerda, cidade universitária. Próximo ao centro. No bairro dos universitários.

¡Qué bueno!

Anúncios

Ontem comecei a fazer exercícios, finalmente. Fiz 1 hora de bicicleta e hoje 1 hora e pouco de caminhada.
Adoro a dor que vem no dia seguinte…

Tags:

O post anterior pareceu melancólico, mas na verdade é muito bom poder escrevê-lo. Tenho orgulho do que fiz da minha vida. Imagino como seria se tivesse 13 ou 14 anos e alguém contasse como é a minha vida hoje para mim adolescente, sem dizer que esse seria o meu futuro.

Ela tem o cabelo curto, meio bagunçado, loiro e enrolado, de um jeito diferente. Não se vê muitas pessoas com esse tipo de cabelo. É bem original. Mesmo no lugar onde ela mora, onde há pessoas dos mais variados estilos, nacionalidades e culturas. Então, ela mora na USP. Estuda Letras lá. Estuda na USP porque escolheu, já que também foi aprovada na Unesp e na Unicamp.
Já trabalhou em um banco. Deixou porque ela não faz parte desse mundo, mas fez amizades incríveis lá. Agora ela dá aula de inglês. Nessa transição toda, o namorado a apoiou incondicionalmente e a fez muito feliz nesse 1 ano e pouco que eles estão juntos. Ela parou de dar aulas esse ano porque conseguiu uma bolsa para estudar fora. Imagine, hoje você adoraria ganhar na loteria para poder pagar um intercâmbio. Mas ela não, ela foi contemplada com uma bolsa. Por mérito, não porque os pais pagaram. E não é para fazer um cursinho de idiomas para estrangeiros qualquer, é para estudar em uma universidade. Que tem 400 anos, aliás. Em uma cidade que cresceu ao redor na universidade e, por isso, respira cultura. Agora ela está ansiosa pela viagem e tem muitos planos para quando voltar ao Brasil. Imagine falar três línguas! E no próximo ano, se tudo der certo, ela começará a estudar francês. Você sempre quis ser poliglota. Para ela, só falta uma língua. Deve ser muito bom ser ela, com todas essas conquistas e oportunidades – as que já vieram e ela aproveitou e das muitas que virão, por conseqüência.

Eu imaginava coisas incríveis que eu seria quando crescesse. Eram trajetórias fantásticas que sempre incluíam estudos e viagens relacionadas a estudo ou trabalho. Foram boas histórias, mas, definitivamente, a vida criou uma forma insuperável.

Ainda não fiz minha lista de resoluções para 2009. Talvez porque já haja muitas coisas para acontecer e que darão contas das pré-resoluções pensadas ao longo de 2008. Por exemplo, consolidar meu espanhol. Já que passarei um semestre estudando na Argentina (hooooray!!), esta resolução já está mais que acertada. E por falar nisso, haverá um blog para contar as coisas da viagem. Ainda não comecei a escrever nele, mas começarei em breve para contar as aventuras pré-viagem e, como bem observado pela minha família no Natal, os meus inícios sempre são dificultosos. Já rola uma aventura por conta da questão do visto. E todos se perguntarão: mas pra Argentina é difícil? Então, estou me sentindo uma mexicana grávida querendo entrar nos Estados Unidos. Contarei mais no blog específico.
Acho que a primeira resolução, por necessidade imediata, é arrumar tudo o que é meu na casa dos meus pais. Ficarei na casa deles por enquanto e boa parte das minhas roupas estão aqui para que eu possa fazer e refazer as malas várias vezes. Será preciso muita sabedoria para filtrar o que é indispensável para os próximos meses e o que pode ficar por aqui mesmo.
A segunda é me exercitar. Devo arrumar isso nos próximos dias para começar janeiro com boas atividades físicas.
Acho que é isso. Por enquanto.

Domingo fui ter com Julie. Não nos víamos há muito. BB não pôde ir, mas entendo, apesar da saudade.

A adolescência está ficando tão longe e por isso que é bom ter amigas desde então até agora. Nos últimos encontros com elas (nos últimos anos) sempre acabamos fazendo essa linha do tempo, comparando o que éramos com o que somos agora ou ainda.

Este ano tem sido de muitas mudanças para nós. Julie está praticamente casada com Marcelo (que estava conosco), eu estou começando carreira nova, com planos no exterior para próximo ano (e meio casada, se isso não for um exagero) e BB publicou, fez curtas e ficou alguns dias sozinha em outra cidade. Ela tem outras mudanças também, que ainda não sei detalhes, mas sei que tem. Dá pra sentir, mesmo que estando cem quilômetros distante, quando o tempo passa e transforma as pessoas que conhecemos e queremos tão bem.

E hoje é Halloween, bitches!

E então vai tudo mudando.

Hoje me sinto iniciando uma carreira. Constatando habilidades, lidando com dificuldades, somando estas e aquelas a algo essencial: vontade.

O trabalho não é mais necessidade imediata de dinheiro, é necessidade de resgatar antigos e adquirir novos conhecimentos. Feliz que daquele que não sente a palavra trabalho como um peso.

Neste momento posso usufruir dos sonhos que realizei. Tenho todas as coisas aqui. Não há mais ansiedades pelo que virá porque elas já vieram. Agora só precisam crescer. 

Vou terminar de arrumar a casa e, assim, vai estar tudo certo.

Tags: ,

O que fazer enquanto espera?

Espera mais um pouco?

Ansiosa, muito ansiosa. Repetitivamente ansiosa.

 

E depois feriado nacional e feriado pessoal. Espero comemorar tudo.


Enquanto isso no Twitter…

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

del.icio.us

Anúncios